Posts tagged fotografia latinoamericana

Inscrições abertas para o POY Latam 2013

Estão abertas as inscrições do POY Latam 2013, premiação destinada a fotógrafos nascidos ou residentes em países iberoamericanos, incluindo Espanha e Portugal. O período de envio dos trabalhos é de 4 de fevereiro a 4 de março. A premiação acontecerá na Universidade Federal do Ceará em Fortaleza, Brasil, em abril de 2013.

O objetivo do concurso é premiar trabalhos realizados entre os anos de 2011 e 2012. Existem, porém, três categorias especiais que não estão restritas à data de produção das imagens:

1. Entre o real e o imaginário
2. Prêmio Nuestra Mirada sobre a classe média 
3. Paisagem Humana 

A participação no concurso é gratuita. É possível participar enviando imagens individuais, ensaios – produzidos nos anos estabelecidos ou que se encaixem nas categorias especiais – links (multimídia), portfólios, e fotolivros.

Prêmio de melhor livro de fotografia em 2011 “En El Camino: México, La Ruta de los Migrantes que no Importan” © Edu Ponces, Toni Arnau, Eduardo Soteras

Serão aceitos trabalhos que se enquadrem em diversas categorias, que abrangem esportes, notícias, retrato, vida cotidiana, meio ambiente, religião, entre outros. 

Primeiro lugar na categoria Ensaio/Migração e Tráfico em 2011- Aby ©  Christian Rodriguez

O POY Latam teve como origem o Pictures of the Year International (POY), e foi criado para celebrar a excelência do fotojornalismo, da produção multimídia e dos livros fotográficos. O concurso é coordenado pelos brasileiros Tiago Santana e Silas de Paula, e o corpo de jurados é composto por Aidan Sullivan (Inglaterra), Cristina García Rodero (Espanha), Luis Weinstein (Chile), Nair Benedicto (Brasil), Mary Ellen Mark (Estados Unidos).

Para visualizar o regulamento completo acesse o site do Nuestra Mirada. Veja aqui os trabalhos selecionados no último POY em todas as categorias.

Esquizofrenia Tropical

Dia 6 de junho, o Instituto Cervantes de Madri apresenta a exposição ”Esquizofrenia Tropical”, que integra a programação do festival PHotoEspaña (PHE). São duzentas fotos de 16 jovens fotógrafos de seis países hispanoamericanos: México, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile e República Dominicana. 

Os trabalhos escolhidos para a mostra foram selecionados através do projeto “Transatlántica”, organizado pela AECID (Agencia Española de Cooperación Internacional para el Desarrollo), pelo PHotoEspaña na Bolívia (AECID/Embajada de España) e em Santo Domingo (Centro Cultural de España). A iniciativa foi articulada por Víctor García de la Concha e Claude Bussac, diretores do Instituto Cervantes e do PHotoEspaña, respectivamente. A curadoria da exposição é de Iatã Cannabrava. 

Duas realidades contrapostas

A exposição reflete a bipolaridade, ou esquizofrenia que vem afetando a América Latina nos últimos tempos devido a duas circunstâncias contrapostas: de um lado, a tranquilidade proporcionada pelo desenvolvimento econômico, e de outro, a persistência de numerosos dramas sociais.

As obras – instalações e fotografias sobre diferentes suportes – se apresentam em 14 projetos ou ensaios fotográficos que refletem a visão dos artistas sobre essa dupla realidade.

O curador explica que as mudanças na sociedade latinoamericana – o crescimento econômico, o otimismo sobre o futuro e a ascenção da classe média – geram trabalhos visuais inéditos na fotografia documental neste território. “Através destes trabalhos é possível falar de uma fotografia sem sofrimento, tanto no conteúdo quanto na forma”, afirma Cannabrava.

Mesmo assim, os fotógrafos selecionados não abandonaram o olhar comprometido, tão presente na produção fotográfica recente latinoamericana. Assim, os trabalhos continuam expondo numerosas sequelas sem perspectiva de solução imediata, como a violência.

Essa dualidade também se expressa na montagem da exposição, que leva o espectador a dois caminhos. No meio da sala surge o espetáculo: a escala gigante das megacidades que crescem desenfreadamente. Nas zonas laterais, a mudança, se oferece um passeio por uma América Latina mais intimista, seja em paz ou em guerra.

Novos Talentos

Como nas três edições anteriores do Photoespaña, o Instituto Cervantes exibe trabalhos de jovens fotógrafos da América Latina, numa aposta de apoiar novos nomes e contribuir com a difusão e visibilidade de propostas renovadoras que emergem do outro lado do Atlântico.

Anteriormente, foram organizadas as exposições  “Resiliencia” (en 2009), “Encubrimientos” (2010) y “Peso y levedad” (2011).

Esquizofrenia Tropical
Quem?
 Melba Arellano (México) | Lucia Baragli (Argentina) | Guadalupe Casasnovas (República Dominicana) | Patricio Crooker - Alfredo Zeballos (Bolivia) | José Luis Cuevas (México) | Pedro David (Brasil) | Alejandro Kirchuk (Argentina) | Mayra Martell (México) | Tatewaki Nio (Brasil) | Alejandro Olivares (Chile) | Jorge Taboada (México) | Inés Tanoira - Franco Verdoia (Argentina) | Tuca Vieira (Brasil) | Nicolás Wormull (Chile)
Quando? abertura 6 de junho de 2012 às 20h :: visitação de 7 de junho a 16 de setembro :: terça a domingo, das 11h às 20h feriados das 11h às 14h fechado às segundas-feiras.
Onde? Sede central do Instituto Cervantes :: c/ Alcalá, 49, Madrid 
+ visitas guiadas ao público nos sábados e domingos de junho, exceto dia 30, e aos sábados de julho às 18h.